Viva o Cooperativismo!

0
COMPARTILHAMENTOS
10
VISUALIZAÇÕES

Num dia desses, fui flagrado, pela minha filha, “assistindo” à TV desligada. Realmente foi uma cena hilária. Era uma tarde carrancuda de chuva. Estava na penumbra, olhando a “dita cuja”, no canto da sala… inoperante.

Para bem da verdade, fui nocauteado, abatido, como se tivesse levado um tiro de canhão na cabeça. Qual foi o problema? Uma frase expressa num texto sobre história das civilizações: “Humanitarismo é a expressão da estupidez e da covardia.” (Adolf Hitler). Pois é! Me pegou desprevenido! Essa estupidez dita por esse nazista genocida, ficou martelando na minha cabeça.

Após uns dias, fui ao Sicredi resolver pendências. Como sempre, fico muito à vontade, como se tivesse na minha casa. Aliás!…  Não é um banco! É uma cooperativa. Já, na entrada, deparei com a campanha de arrecadação de alimentos. Aspirei solidariedade e humanidade! Saí de alma nova!

O espírito solidário e fraterno, que se sobressai no cooperativismo, não só neutralizou a energia negativa do pensamento nazista, como me inspirou a voltar a falar sobre esse tema. No dia 03, comemoramos o cooperativismo, o “CoopsDay”. A ONU, em 1992, pela resolução 47/90, decretou que todo primeiro sábado de julho é o Dia Internacional do Cooperativismo. Sou um cooperativista de carteirinha. Minha primeira experiência foi no “ginásio”, depois no “científico”, na universidade e… na vida.

De forma simplista, podemos dizer que o Cooperativismo é uma doutrina que preconiza a colaboração e a associação de pessoas ou grupos com os mesmos interesses, tendo por fundamento o progresso social da cooperação e do auxílio mútuo. O associativismo esteve presente desde os primórdios da humanidade, quando, de forma solidária, nossos ancestrais se organizavam para enfrentar as dificuldades. Um tipo de simbiose na essência da vida.

Em 1838, na Inglaterra, foram disseminadas as primeiras manifestações concretas de cooperativismo que culminaram, em 1844, com a fundação da Sociedade dos Probos Pioneiros de Rochdale. Na Alemanha, surgiram as cooperativas de crédito e consumo. No Brasil, em 1889, foi fundada a primeira cooperativa – Cooperativa Econômica dos Funcionários Públicos de Ouro Preto. Essas organizações só ganharam representatividade considerável em 1969, com a criação da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB).

O cooperativismo constitui-se numa filosofia de vida fundamentada na reunião de pessoas e não no capital, o que significa que busca atender às necessidades do grupo e não do lucro. É focado na prosperidade conjunta e não na individual, tendo como princípios a participação democrática e a solidariedade, promovendo a independência e a autonomia de seus membros.

Querem conhecer mais sobre isso? Visitem o Sicredi! Aproveitem para levar agasalhos e alimentos, pois nossa cooperativa está, como sempre, solidária e atuante, ajudando “seres humanos” que estão com frio e fome.

“Em resposta a uma ética da exclusão, estamos todos desafiados a praticar uma ética da solidariedade.” (Betinho)

Túlio Carvalho

tulioaac@gmail.com
Publicado em 2/7/21.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *