Santinhos do Pau Oco

0
COMPARTILHAMENTOS
77
VISUALIZAÇÕES

Nada é mais asqueroso do que santinhos do pau oco. Entenda-se por este conceito aqueles que defendem o politicamente correto, mas, no fundo, são pilantras que usam da fachada para obterem vantagens. Defendem uma ideologia com apetite, mas, no fundo, buscam uma boa teta governamental para mamar.

No meio político de países com governos populistas, como o nosso, o que mais tem é santinho do pau oco fazendo discursos e pregando “verdades” em redes sociais. Se apresentam como especialistas genéricos, dão aulas do que não sabem, acham sem procurar, atiram pedras nos outros sob telhados de vidro.

Tenho repetido que todo este teatro de quinta, que assistimos diariamente nos múltiplos canais de mídia do País, é coisa de elite (não importa o lado) para se manter no poder enquanto atiram migalhas para o povo delirante.

Vejamos o Brasil, país com imensa riqueza, uma das maiores do mundo. No entanto, o povo sempre foi muito pobre; sempre. Não adianta essa conversa de que num período já houve avanços importantes. Não houve, porque não se sustentaram. “Tapa-mendicância” que se repete.

Não existe um plano para o País que contemple distribuição de renda sustentável, com respeito à liberdade e ao dinheiro público. Se existe, nunca chegou na base da população, que é mantida lutando por seus salvadores da pátria fake.

Quando olhamos para os países da América do Sul, enxergamos o quadro da dor, com povos miseráveis e populistas no comando da tragédia. A esperança é de que um dia isso mude.

 

Reportagens da Gazeta

Revisando o arquivo da Gazeta Centro-Sul para fazer a Retrospectiva de 2022, publicada na semana passada, pude rever uma série de reportagens interessantes e exclusivas que publicamos no ano passado. Conteúdos voltados para a realidade de Guaíba e Região. Vamos lá.

O Mar de Dentro, sobre viagem que fizemos no entorno da Laguna dos Patos; As Casas da Beira, alertando sobre patrimônio histórico que está se deteriorando; Implantação do Sistema de Tratamento Sanitário em Guaíba, com dados e o andamento das obras; Reforma da Igreja Matriz; Acompanhamento da Pandemia Covid-19, com gráfico exclusivo; Vandalismo na Praia da Alegria, destruição de equipamentos públicos e falta de manutenção em espaço restaurado recentemente; O Desenvolvimento da Fruticultura na Região; A Concessão do Hospital Regional; Os Problemas Recorrentes no Trânsito de Guaíba; Ações da Secretaria Municipal de Saúde; Os Problemas na Rede de Energia Elétrica; Detalhes e Dados do Lago Guaíba; e O Descaso com o Parque Coelhão.

O conhecimento e a informação correta fazem toda a diferença para uma sociedade alinhar-se ao sentimento de pertencimento e garantir qualidade de vida.

 

Sociedade do Bem

A sociedade civil organizada para o bem é a maior potência da Humanidade. Aqui na Aldeia, entre tantas instituições com relevantes serviços sociais, destaco três que merecem ser aplaudidas de pé: Projari, APAE e Banco de Alimentos.

 

Câmara Municipal de Guaíba

Segue a avaliação iniciada na semana passada sobre a atuação do Legislativo Municipal em 2022.

O então presidente Marcos SJ se perdeu na dificuldade em dialogar. Na Comunicação, consolidou a política de focar nas redes sociais, direcionando informações para bolhas.

Poucos debates relevantes para a comunidade e muitos prêmios, medalhas e certificados, banalizando as homenagens.

Foram várias viagens a Brasília, sem a devida prestação de contas à comunidade em relação ao custo-benefício. O que faz um vereador em Brasília? Justificam que buscam emendas parlamentares, mas esquecem que existe uma coisa chamada internet. E, neste contexto, quantas emendas efetivamente vieram para o Município?

No final da gestão passada, foi assinado um contrato de R$ 1 milhão para reformar o prédio da Câmara. Pasmem, neste contrato consta a reforma do telhado. Este vai entrar para o Guinness como o telhado mais reformado do mundo.

Não se trata aqui de crítica pela crítica, mas da provocação para uma reflexão sobre o Legislativo Municipal, sua relevância, seu papel social além de homenagens; da importância da prestação de contas e da ampla comunicação com a sociedade.

 

Praia da Alegria

A Praia da Alegria precisa de atenção. A Prefeitura deve definir o que pode e o que não pode naquela área, impedindo, assim, a destruição da recente revitalização do espaço. É necessário, também, fazer manutenção. Têm capim e lixo na areia.

No dia 1º de janeiro, ficou evidente que a infraestrutura do local não é adequada para a quantidade de pessoas que buscam lazer. É fundamental deixar claro que não há condições de acampar na praia, porque não tem estrutura. Churrasco na base das árvores e fazer as necessidades na areia, isso é o caos. Se o Governo Municipal não cumprir seu papel, a Praia da Alegria vai se tornar a “Casa da Mãe Joana”, se é que já não se tornou.

 

Leandro André

leandro.andre.gazeta@gmail.com

Publicado em 6/01/23

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *